Porta-voz também lamentou morte de Paola Ramírez, jovem morta em protesto na quarta-feira (19) Reuters

A oposição da Venezuela convocou novos protestos em todo país para o próximo sábado (22). A manifestação será chamada de "Marcha do Silêncio", afirmou Freddy Guevara, vice-presidente da Assembleia Nacional e porta-voz da MUD (Mesa da Unidade Democrática), principal grupo oposicionista ao presidente Nicolás Maduro.

Guevara ainda ressaltou que, nesta sexta-feira (21), as manifestações continuarão em cada uma das comunidades do país.

— Nossa luta não é de apenas um dia, e sim de todos os dias. Amanhã é importante continuar a luta em bairros e centros urbanos. Façamos resistência sem violência.

"Para Maduro, não existe hipótese de saída honrosa", diz especialista

O porta-voz da MUD ainda lamentou a morte da estudante Paola Ramírez, de 24 anos, levou um tiro de supostos apoiadores do governo durante um protesto na cidade de San Cristóbal na quarta-feira (19). Guevara expressou suas condolências à família da jovem.

A onda atual de protestos anti-Maduro tem provocado conflitos constantes e já se estende por mais de 20 dias. As manifestações não devem parar tão cedo. Guevara reforçou que é importante que os venezuelanos "avancem sem ceder", para que "mesmo aqueles que estão ao lado do governo passem para o lado do povo".

A misteriosa mulher que parou um tanque durante protestos contra o governo na Venezuela

Assista à Record TV ao vivo pelo R7.com!