Olá galera.

O primeiro fim de semana após as Olimpíadas teve alguns destaques importantes do esporte. Em Paris, tivemos etapa da Liga Diamante de Atletismo. Sem a presença de Thiago Braz, o francês Renaud Lavillenie venceu a prova do salto com vara. Thiago voltará a competir apenas na próxima etapa, em Zurique.

Ruth Jebet, fundista do Bahrein, mostrou porque foi campeã olímpica dos 3000m com obstáculos. Apenas doze dias após subir ao pódio no Engenhão, ela voltou a conquistar outra medalha de ouro. Dessa vez, além de vencer, bateu o recorde mundial da prova.

O único representante brasileiro em Paris foi Darlan Romani. Na Rio 2016 ele ficou em quinto lugar no arremesso de peso, com a marca de 21,02 (a melhor de sua carreira). Na Liga Diamante ele não obteve desempenho tão bom e acabou na décima posição, alcançando 19,45 metros.

Falando de futebol, Tite comandará hoje pela primeira vez o treinamento da Seleção Brasileira. Nesta semana o Brasil enfrentará o Equador e tentará manter o embalo do ouro olímpico, pra continuar vencendo e assim melhorar a colocação nas Eliminatórias para a Copa de 2018.

O novo técnico terá apenas três dias pra observar e montar a equipe. Além do tempo curto, a altitude de Quito, de aproximadamente 2.850 metros, preocupa bastante. O Brasil não vence lá desde 1983, quando derrotou os donos da casa por um a zero, gol de Roberto Dinamite.

Daqui a nove dias a Cidade Maravilhosa será palco de mais um grande evento esportivo. Dia sete de setembro começará as Paralimpíadas do Rio de Janeiro. Vamos aproveitar a oportunidade de apoiar esses heróis, principalmente nossos atletas, pra que eles consigam muitas medalhas para o nosso país.

beijim

Mylena