Roberto de Andrade se desesperou quando soube que Tite recebeu o convite para substituir Dunga. O presidente corintiano não tinha como segurar o treinador. Quando acertou seu retorno ao Parque São Jorge, o treinador havia deixado claro. Com cláusula no contrato. Caso houvesse proposta da CBF poderia sair sem pagamento de qualquer multa. Não passaria pelo sufoco de 2013, quando foi cogitado antes de Felipão, mas teve de ouvir o clube declarar publicamente que não o liberaria.

Del Nero o escolheu no lugar de Dunga. E Tite não pensou duas vezes. Agradeceu Roberto de Andrade. E deixou claro que, se a mesma ala política que manda no clube, comandada por Andrés Sanchez, estiver no poder, o Corinthians será sua prioridade no Brasil. Lógico que o sonho é trabalhar em um clube grande da Europa.

A diretoria corintiana é agradecida a Tite. Acredita que foi além de todas as expectativas. Mas havia pelo menos uma situação que deixou muito mal resolvida. Errou de forma dramática na sua avaliação: André.

Foi uma aposta assumida pelo técnico. Ele tinha a total convicção que resgataria o atacante. Faria o que não conseguiu com Adriano. Seria uma reedição do que fez com Vagner Love. Apesar de Andrés Sanchez e Roberto de Andrade serem contrários, o Corinthians contratou o jogador do Atlético Mineiro.

A diretoria atleticana confirma que foi um dos piores negócios de sua história. Gastou, em 2011, 8 milhões de euros, na época, R$ 21 milhões no jogador. Seu desempenho, pífio. Fora as histórias de gandaia, baladas. Uma delas, constrangedora. Com direito a foto dormindo sentado, com o celular de um 'amigo' registrando a hora da farra, 7h43.

Diretoria corintiana tenta se livrar do maior erro de avaliação de Tite: André. Presidente tenta 'empurrá-lo' ao Sporting. E jura : não virará 'novo Pato'...

Depois de empréstimo bem sucedido ao Sport, o Atlético Mineiro queria utilizá-lo. Só que ele não quis. Tinha recebido sondagem do Corinthians. Usou todos os recursos para sair do Atlético Mineiro. Inclusive, apelou. Postou uma foto no seu Instagram com o distintivo retirado. Provocação que acelerou sua dispensa. O presidente Nepomuceno aceitou R$ 4,5 milhões para liberá-lo junto com Giovanni Augusto ao Corinthians.

Tite o recebeu com todo carinho. E acreditava que iria trabalhar com um atacante pronto para assumir seu lugar na Seleção Brasileira. Garantiu a Roberto de Andrade que o artilheiro que surgiu no Santos, voltaria. E só por isso o presidente corintiano assinou quatro anos de contrato. Até 2019.

Salários? R$ 350 mil mensais. A aposta se mostrou completamente equivocada. Enorme erro de avaliação de Tite. O jogador sumiu das baladas, se dedicou ao máximo nos treinamentos, mas não conseguiu jogar bem. E ainda se queimou com a torcida ao bater mal e perder um pênalti, na partida que eliminou o Corinthians da Libertadores. Foi a gota d'água.

Os corintianos consideraram que o jogador sempre teve má vontade, falta de disposição em campo. O atacante sempre sugeria se sacrificado pelo esquema.

Diretoria corintiana tenta se livrar do maior erro de avaliação de Tite: André. Presidente tenta 'empurrá-lo' ao Sporting. E jura : não virará 'novo Pato'...

A partir daí, as organizadas, que têm muita influência na diretoria corintiana, passaram a perseguir André. Vaiar, xingar durante os jogos Queriam sua saída. Sabiam do seu alto salário e viam seu péssimo rendimento. Havia até a determinação que, se ele fosse encontrado na balada, fotos e vídeo fossem divulgados para a imprensa. Para forçar sua saída.

Mas o problema não era balada. André não conseguia render. Nem nos treinamentos. Se queixava de dores na virilha. Ele tinha uma pequena hérnia inguinal. Mas poderia seguir jogando tranquilamente.

O Sport, onde rendeu bom futebol, tentou o empréstimo. A diretoria corintiana queria vendê-lo. Aí, os pernambucanos não quiseram.

Tite seguia sendo seu único defensor.

Até que chegou o convite para assumir a Seleção.

Cristóvão Borges assumiu o Corinthians e o futebol do atacante continuou fraquíssimo. O jogador justificou lembrando das dores na virilha. Foi operado. Retornou à sua rotina. De uma partida pior do que a outra.

Mas Roberto de Andrade resolveu agir. O Sporting insistia na cobrança da dívida por Elias. Os portugueses ameaçavam ir até à Fifa para receber. O presidente corintiano avisou que André estava à disposição. Ele iria em vez do 1 milhão de euros, cerca de R$ 3,6 milhões, que a equipe brasileira teria de pagar.

André foi avisado que o Corinthians não estava mais interessado nele. E que o melhor para sua carreira seria jogar em Portugal. Ele está acertando salários com o clube português.

"Para o Corinthians já está tudo certo. O André não volta", diz Roberto.

Diretoria corintiana tenta se livrar do maior erro de avaliação de Tite: André. Presidente tenta 'empurrá-lo' ao Sporting. E jura : não virará 'novo Pato'...

O presidente tratou de colocar em prática sua promessa. Não admitiria um novo caso Alexandre Pato no clube. Jogador com contrato longo, sendo emprestado e desvalorizado. Tratou de cortar o 'mal pela raiz'. Se André não acertar com o Sporting, será repassado para qualquer outro clube europeu. Definitivamente. Não quer mais vínculo. Seriam R$ 350 mil até 2019.

Roberto deve torcer para a diretoria do Sporting não ter prestar atenção aos números de André no Corinthians. 29 jogos. 20 como titular, nove como reserva. 1.798 minutos em campo. Mesmo sendo o atacante mais agudo do time, marcou apenas seis gols. Uma assistência. E mais nada.

Os portugueses querem pagar menos que o Corinthians.

Mas oferecem cinco temporadas para o jogador.

Ele está na dúvida.

Só que já sabe.

A porta do Parque São Jorge está fechada de vez para ele.

Tite não está mais lá.

Foi para a Seleção.

E não será lá que os dois se encontrarão tão cedo...

(André percebeu que não havia saída. Aceitou abaixar seus salários. E acertou só por três anos com o Sporting. Era pegar ou largar. Não voltará ao Corinthians. Como Roberto de Andrade prometeu. Não virou um novo Pato...
Diretoria corintiana tenta se livrar do maior erro de avaliação de Tite: André. Presidente tenta 'empurrá-lo' ao Sporting. E jura : não virará 'novo Pato'...