Oi meninas, hoje vim compartilhar com vocês aqui no Diário de Noiva a busca pelo local ideal para o meu casamento. Esse item tem uma importância enorme em todo o casamento – tanto no estilo da festa quanto no valor, que costuma ser bem relevante no orçamento. Então era uma decisão super importante – e eu tava mega nervosa para achar o local ideal!

 

Nós queríamos um local ao ar livre mas com uma estrutura legal para um plano B em caso de chuva e um espaço interno bacana para um jantar, etc. Não queríamos um local com cara de “salão”, sabe? Estávamos buscando mais aconchego, clima de receber os convidado em casa, essas coisas. Então iniciamos nossa procura de locais legais ao ar livre para casar… Nossa lista inicial tinha em torno de uns 10 locais em Porto Alegre e região, inclusive algumas vinícolas na serra gaúcha. O primeiro local que fomos conhecer se chama Alameda Figueira. E sabe o que aconteceu? Cancelamos as visitas na maioria dos outros locais de tanto que gostamos.

Diário de noiva: Escolhendo o local ideal Diário de noiva: Escolhendo o local ideal

Quando chegamos na Alameda, meus olhos brilharam. Conseguia me ver casando ali, visualizar todos os detalhes na minha cabeça. Era tudo que eu estava procurando, de verdade. O Eduardo adorou também. Fazia um dia lindo, a figueira estava linda. Foi emocionante! Mas ficamos com uma dúvida: será que amamos tanto o local por ele ser realmente incrível ou amamos por ter sido o primeiro local que fomos visitar, a primeira vez que tentamos visualizar o casamento?

Com essa dúvida na cabeça não descartamos totalmente as outras opções, só uns 90% delas hehehehehehe. Logo depois de conhecer a Alameda Figueira fomos em um outro espaço que também é super bacana e foi mega indicado pela minha cerimonialista, que foi o Party Room. Achamos bem legal a proposta também mas não tinha muito a ver com o que estávamos buscando para a ocasião. Queríamos algo mais afastado, sem barulho de carros… uma coisa meio sítio mesmo. Pensando nisso a gente deu uma chance para ir conhecer a Vinícola Don Giovanni – eu já conhecia o local e era minha primeira opção, antes de conhecer a Alameda. Em um final de semana fomos até a serra visitar a vinícola e apesar do local ser incrível a cerimônia ficaria um pouco conturbada – principalmente se chovesse. A estrutura como um todo não era exatamente o que estávamos procurando para o casamento, apesar de eu amar aquele lugar! Então, sem mais dúvidas: amamos a Alameda Figueira pelo o local proporciona, a estrutura disponível, clima aconchegante… Aquele tipo de lugar que você não tem vontade de ir embora! Com certeza aquele era o nosso local ideal. Acho que quando as noivas estão buscando o salão/espaço do casamento precisam levar isso em consideração: a emoção sentida no local. Tente se imaginar casando ali e veja o que você sente.

Diário de noiva: Escolhendo o local ideal Diário de noiva: Escolhendo o local ideal

Lá na Alameda Figueira, em caso de chuva, a cerimônia pode ser realizada embaixo de um toldo com vista para o jardim e para a centenária Figueira. Além disso, a casa possui uma estrutura interna super legal para o jantar – janelas enormes com uma vista verde, jeitinho de receber em casa… Muito amor! Com certeza escolhemos o local perfeito e que tem tudo a ver com a gente. Não somos nada tradicionais então o combo igreja + buffet de clube não combina em nada com o nosso perfil. Então será cerimônia ao ar livre no mesmo local que a recepção, na Alameda Figueira. Estou muito feliz com essa decisão e as fotos desse post são todas de lá. Já tô sonhando com todos os detalhes! A Alameda fica super pertinho de Porto Alegre (15 minutos do nosso apartamento), em Cachoeirinha. É um sítio de eventos e é perfeito para casamentos e festividades ao ar livre, rústicas. Com certeza vocês vão amar tanto quanto eu. Vale muuuuito a visita se estiver procurando um local para a sua festa! É emocionante a “vibe” de lá. Chega logo, 2016!

The post Diário de noiva: Escolhendo o local ideal appeared first on Blog Verdade Feminina.